domingo, 16 de julho de 2017

INSISTA NO SONHO.: EIKA BATISTA -CARECA - DEVE DELATAR E MUITA GENTE ...

INSISTA NO SONHO.: EIKA BATISTA -CARECA - DEVE DELATAR E MUITA GENTE ...: Eike Batista prepara delação premiada com Lula, Mantega e Cabral Empresário sempre mostrou interesse em colaborar com a justiça © Reute...

XADREZ e outras curiosidades: TORNEIO DE TÊNIS EM MOGI MIRIM - VERA CRUZ - SOB D...

XADREZ e outras curiosidades: TORNEIO DE TÊNIS EM MOGI MIRIM - VERA CRUZ - SOB D...: Caio Romero  em  Clube Mogiano . 2 h  ·  Instagram  ·  Torneio Vera Cruz!! Concluído mais um gr...

NOSSO SABERLADINO: Jô Soares Pira com as historias hilarias do cantor...

NOSSO SABERLADINO: Jô Soares Pira com as historias hilarias do cantor...

Viola, Minha Viola - Retrospectiva 35 anos Ep. 03 - 03/05/2015

INSISTA NO SONHO.: BONS ARTISTAS - COMEÇANDO COM OS SAUDOSOS CASCATIN...

INSISTA NO SONHO.: BONS ARTISTAS - COMEÇANDO COM OS SAUDOSOS CASCATIN...

terça-feira, 20 de junho de 2017

Aula de Língua Portuguesa - Predicação Verbal - Verbos Intransitivos

Falar é bom,porém, com certeza, deixar escrito ajuda na história...

Portanto, vamos recordar... Recordar reforça aquilo que aprendemos e,com certeza, quando revemos, reafirma mais... Tocando em frente...cada um é capaz de ser feliz e,mais ainda, se dividir a felicidade, com certeza, vai somar alegria...
Se vier incentivo, caminharemos juntos, somando a luz, levaremos maior claridade ao caminho...

terça-feira, 6 de junho de 2017

XADREZ e outras curiosidades: AS POSTAGENS MAIS ACESSADAS NESTE BLOGS QUE ATRAVE...

XADREZ e outras curiosidades: AS POSTAGENS MAIS ACESSADAS NESTE BLOGS QUE ATRAVE...: Visualizações de página de hoje 233 Visualizações de página de ontem 174 Visualizações de página do mês passado 2...

NOSSO SABERLADINO: BRASIL - ATÉ PARECE QUE O CRIME AQUI COMPENSA... ...

NOSSO SABERLADINO: BRASIL - ATÉ PARECE QUE O CRIME AQUI COMPENSA... ...: João Ferreira Follow Jornalista e botafoguense. Jun 6 O país onde o crime compensa. E muito. Uma sorridente rui...

Oficina de Xadrez: Mate em 2

Oficina de Xadrez: Mate em 2

INSISTA NO SONHO.: PAÍSES QUE VISUALIZAM NOSSOS BLOGS - VEJA O GRÁFIC...

INSISTA NO SONHO.: PAÍSES QUE VISUALIZAM NOSSOS BLOGS - VEJA O GRÁFIC...: Visualizações de página por país Entrada Visualizações de página Estados Unidos 165022 Brasil 92042 Aleman...

domingo, 4 de junho de 2017

NOSSO SABERLADINO: XADREZ EM S.SEBASTIÃO DO PARAÍSO COLHENDO FRUTOS D...

NOSSO SABERLADINO: XADREZ EM S.SEBASTIÃO DO PARAÍSO COLHENDO FRUTOS D...: Gérson Peres Batista  compartilhou a  publicação  de  Thales Braghini Leão  no grupo  Clube de Xadrez Online . Ontem às...

XADREZ e outras curiosidades: JORI - DE AMERICANA - MEDALHISTAS NO XADREZ; SAAE ...

XADREZ e outras curiosidades: JORI - DE AMERICANA - MEDALHISTAS NO XADREZ; SAAE ...: Curtir Comentar Compartilhar 18 Rafael Fontanella, Cordeiro Cordeiro e outras 16 pessoas ...

NOSSO SABERLADINO: O SAPIENTE CANTOR-COMPOSITOR ALMIR SATTER CANTA E ...

NOSSO SABERLADINO: O SAPIENTE CANTOR-COMPOSITOR ALMIR SATTER CANTA E ...

INSISTA NO SONHO.: Taioba Conheça seus benefícios e saiba como difere...

INSISTA NO SONHO.: Taioba Conheça seus benefícios e saiba como difere...

quarta-feira, 17 de maio de 2017

PROCURAÇÃO EM CAUSA PRÓPRIA E SUA IMPORTÂNCIA... C.C. - art.685 - saber não ocupa lugar,faz você ocupar lugar de destaque...

PROCURAÇÃO EM CAUSA PRÓPRIA E O REGISTRO DE IMÓVEIS. Wilkins Guimarães Pinto Oficial do Cartório de Titulos e Documentos e Pessoa Jurídica de Além Paraíba/MG A procuração em causa própria é um instrumento valioso para mandante e mandatário contratarem entre si, com forma especial, envolvendo interesses mútuos e de terceiros, o que gera seu caráter de irrevogabilidade. Este instrumento cumpridas as formalidades legais autoriza o mandatário transferir o imóvel para o seu nome. O mandatário contrata consigo mesmo ou substabelece os poderes a um terceiro que lhe outorgará a escritura do imóvel em questão. O Código Civil, Lei 10.406/02, art. 685 “Conferido o mandato com a cláusula “em causa própria” a sua revogação não terá eficácia, nem se extinguirá pela morte de qualquer das partes, ficando o mandatário dispensado de prestar contas, e podendo transferir para si os bens móveis ou imóveis objeto do mandato, obedecidas as formalidades legais.” A procuração em causa própria é um negócio jurídico muito usado no âmbito do direito imobiliário. Por meio desta procuração, o vendedor do imóvel constitui o próprio comprador como seu procurador para representá-lo em cartório por ocasião da lavratura da escritura definitiva de compra e venda. O comprador, no ato da compra e venda, representa a si e ao vendedor, dispensando este da conclusão do negócio e transferência imobiliária. A procuração em causa própria assume as características de um verdadeiro contrato, com forma especial, deve ser clara e precisa em seus dizeres e conteúdo: qualificação completa do outorgante e do outorgado, objeto do mandato, condições do seu exercício e, a declaração de que o valor fixado foi recebido pelo outorgante e que dá quitação. Equiparando-se a uma promessa de compra e venda quitada, ou seja, que o preço ajustado já foi integralmente pago ao vendedor no ato em que ela é lavrada por instrumento público. A razão de ser do documento decorre por motivo de urgência, de ser finalizada uma transação de compra e venda de imóvel com pagamento a vista, em que o vendedor não pode esperar a complementação dos procedimentos preliminares à lavratura da escritura definitiva de compra e venda. Já que à lavratura da escritura definitiva requer uma série de providências como: documentos pessoais, certidões, imposto de transmissão, entre outros. Ou ainda quando o comprador já está descapitalizado para fazer frente as despesas da transmissão. Pretendo os envolvidos antecipar a conclusão do negócio, o remédio é a procuração em causa própria outorgada pelo vendedor em favor do comprador (credor), permitindo ao comprador celebrar consigo mesmo a escritura definitiva no momento mais oportuno. A procuração em causa própria é outorgada pelo vendedor em favor do comprador em caráter irrevogável e irretratável, isto porque o vendedor já recebeu o preço integral relativo à compra e venda. Por este instrumento o vendedor transfere ao comprador todos os poderes para representá-lo, podendo vender, ceder, doar ou por qualquer outra forma alienar ou gravar o imóvel, em seu nome ou de quem este vier a indicar. Tal procuração não se extinguirá com a morte do mandante ou do mandatário, pois os sucessores do alienante deverão respeitá-la e os do adquirente poderão levar o título a registro. Contendo a procuração em causa própria todos os requisitos que caracterizam a transação, deverá ser levada ao registro de imóveis correspondente à localização do imóvel, pagando-se o imposto de transmissão sobre o valor da transação, que deverá constar do mandato. Não é obrigatório levar a procuração em causa própria ao registro no cartório de imóveis. Mas, enquanto não for registrada ou lavrada a escritura definitiva, o imóvel permanecerá em nome do mandante (vendedor), que ainda considera-se proprietário para esse efeito. É recomendável que o mandato seja levado a registro de imóveis cumprindo as formalidades legais, que inclui o pagamento do imposto de transmissão. Evitando-se que eventuais pendências judiciais contra o mandante venha gravar o imóvel. BIBLIOGRAFIA. Código Civil Brasileiro, Lei 10.406. DINIZ, Maria Helena, Tratado Teórico e prático dos contratos, Saraiva, São Paulo, Vol. 3, 2ª Ed., 1996. NEVES, Iêdo Batista, Vocabulário Prático de Tecnologia Juridica e de Brocardos Latinos, Fase Editora, 1991, Rio de Janeiro. 
Incluindo um julgado para dar brilho...

TJ-RS - Apelação Cível AC 70023740566 RS (TJ-RS)

Data de publicação: 27/11/2012
Ementa: APELAÇÃO. COMPRA E VENDA DE IMÓVEL. PROCURAÇÃO EM CAUSA PRÓPRIA. REVOGAÇÃO. PRESTAÇÃO DE CONTAS. Descabe a pretensão da autora recorrente de ver declarada a nulidade da alienação do imóvel que era de sua propriedade, ou de que seja determinado que os demandados prestem contas da transação efetuada. Situação em que havia conferido, em 1992, procuração em favor de um dos demandados, conferindo-lhe amplos poderes (inclusive de vender pelo preço que achar justo, transferir o domínio, dar quitação, responder pela evicção...), mandato conhecido como procuração em causa própria. Tal...
Encontrado em: . Mandato. Procuração em causa própria. Irrevogabilidade. Alienação de bens. Apelação Cível AC 70023740566

TJ-RS - Apelação Cível AC 70064084742 RS (TJ-RS)

Data de publicação: 31/08/2015
Ementa: APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO DECLARATÓRIA DE NULIDADE DE CONTRATO DE COMPRA E VENDA. AÇÃO DE REINTEGRAÇÃO DE POSSE. INEXISTÊNCIA DE PROCURAÇÃO EM CAUSA PRÓPRIA. EXTINÇÃO DO MANDATO PELA MORTE DA OUTORGANTE. NULIDADE DO CONTRATO DE COMPRA E VENDA FIRMADO ENTRE OS RÉUS. RESTITUIÇÃO DOS AUTORES PROPRIETÁRIOS NA POSSE DO IMÓVEL. AÇÃO DECLARATÓRIA: Não há falar em procuração em causa própria, porquanto a procuração outorgada pela de cujus não contém cláusula de irrevogabilidade, nem exonera o outorgado da prestação de contas, requisitos essenciais para a constituição da procuração em causa própria. Nesse contexto, a procuração acostada aos autos conferiu ao réu Érico, inegavelmente, apenas poderes de representação, que se extinguiram com a morte da outorgante, em 2002 (art. 682 , II , do CC ). Sendo assim, é o caso de julgar procedente o pedido para declarar a nulidade do contrato de compra e venda celebrado entre os réus relativamente ao imóvel descrito na exordial. AÇÃO DE REINTEGRAÇÃO DE POSSE: No caso concreto, a causa de pedir deduzida pela parte autora não é a posse esbulhada, mas, sim, a sua suposta propriedade sobre o bem, modo pelo qual deixou a parte autora/apelante de demonstrar o requisito essencial para acolhimento do pedido possessório, ou seja, a posse anterior, ônus que era seu nos termos do art. 333, II do CPC . MÁ FÉ: Não prospera a tese dos autores da litigância de má fé dos réus, porquanto se limitaram a deduzir fundamentos compatíveis com a lide, além de ausentes... elementos objetivos que caracterizem agir processual ilícito na forma de alteração dos fatos (art. 17 , II do CPC ). REVOGAÇÃO DA ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA GRATUITA: É inaceitável, em apelação, que ocorra a revogação da assistência judiciária gratuita, porquanto (a) não houve incidente previsto na Lei n. 1.060 /50 para viabilizar tal revogação e (b) sequer possível a revogação do benefício diante da litigância má fé, cuja sanção é a multa e/ou perdas e danos processual (artigos 14 e 17...

TJ-RS - Apelação Cível AC 70051135143 RS (TJ-RS)

Data de publicação: 27/09/2013
Ementa: APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO DE ADJUDICAÇÃO COMPULSÓRIA. CONTRATO DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA. PAGAMENTO DO PREÇO. PROCURAÇÃO EM CAUSA PRÓPRIA. CARÊNCIA DE AÇÃO. Contrato de promessa de compra e venda por escritura pública levado a efeito no ano de 1.964, cujo pagamento do preço dar-se-ia em 22 prestações mensais e consecutivas a findar no ano de 1.966. Outorga superveniente de procuração, também por instrumento público, pelos promitentes vendedores ao promitente comprador, 12 anos após findar o prazo ajustado para pagamento do preço, conferindo ao promitente comprador amplos poderes para vender a quem quiser, dar quitação do preço, e outorgar escritura pública de compra e venda. Fatos que considerados conjuntamente revelam que, quando da outorga de procuração, o preço da compra e venda já havia sido quitado integralmente, não havendo dúvida de que a procuração outorgada se deu em causa própria e que, nos termos da jurisprudência da Câmara, a outorga tem apenas aparência de procuração, consistindo, em verdade, em ato translativo de direitos a habilitar o promitente comprador a praticar todos os atos necessários à outorga de escritura pública, pagamento do imposto por transmissão do bem imóvel, e subseqüente registro imobiliário. Munido de procuração em causa própria, carece o autor de interesse processual para provocar a Jurisdição de modo a obter provimento que lhe confira a adjudicação da coisa prometida vender e adquirir. Embora a sentença tenha julgado extinta a ação por não haver o autor comprovado o pagamento do preço, é de ser mantida a decisão, mas por outro fundamento, qual seja, o da inexistência de interesse processual. Apelação conhecida e improvida. Unânime. (Apelação Cível Nº 70051135143, Décima Nona Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Victor Luiz Barcellos Lima, Julgado em 24/09/2013)

TJ-PI - Apelação Cível AC 00098954420018180140 PI 200900010020488 (TJ-PI)

Data de publicação: 16/09/2014
Ementa: APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO DE ANULAÇÃO DE CONTRATO DE COMPRA E VENDA C/C REINTEGRAÇÃO DE POSSE. JULGADA PROCEDENTE EM 1ª INSTÂNCIA. PRELIMINAR DE AUSÊNCIA DE FUNDAMENTAÇÃO DA DECISÃO. REJEITADA. CONTRATO DE COMPRA E VENDA COM OUTORGA DE PROCURAÇÃO EM CAUSA PRÓPRIA. VALIDADE DO INSTRUMENTO. LEGALIDADE NO BENEFICIAMENTO DO APELANTE DO SEGURO EM NOME DO FALECIDO. APELO PROVIDO. I. O apelante sustenta, preliminarmente, a nulidade da decisão por ausência de fundamentação, uma vez que o decisum vergastado encontra-se sem fundamentos, em desacordo com o art. 93 , IX , da Constituição Federal . Nesse passo, entendo que não há razão ao apelante, já que a resp. Decisão, embora concisa, encontra-se fundamentada. Desse modo, rejeito a preliminar de nulidade da decisão. II. Em que pese a possibilidade de se cogitar a nulidade da referida Procuração em Causa Própria como instrumento de compra e venda, já se posicionou o Egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Pernambuco no sentido de reconhecer a legalidade da transação firmada através do referido instrumento, posição esta ao qual adoto no presente voto. III. Mais adiante a apelante afirma que o pomo da questão nasce do falecimento de seu esposo, pois em razão deste fato, a Caixa promoveu em aditivo no seu contrato, que resultou na quitação parcial do seu saldo devedor, segundo ela, em cerca de 80% (oitenta por cento) do saldo residual. Aduz, em razão disso, que foi lesada, pois o valor do seguro beneficiou o atual usuário do imóvel, o apelante. IV. Destarte, em que pese as alegações da apelada, quanto ao seguro, assenta evidenciarmos que na supramencionada Procuração em Causa Própria, há seguinte previsão: “podendo ainda o outorgado, no caso de falecimento dos outorgantes e no caso de falecimento do outorgado, o imóvel ficará para o cônjuge beneficiário requerer a quitação do financiamento junto a empresa seguradora e a conseqüente baixa na hipoteca no Cartório do Registro Geral de imóvel”. Portanto, o alegado beneficiamento...

TJ-SC - Apelação Cível AC 20120281889 Barra Velha 2012.028188-9 (TJ-SC)

Data de publicação: 15/02/2016
Ementa: APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO ANULATÓRIA DE ATO JURÍDICO. COMPRA E VENDA DE TERRENOS. NEGÓCIOS REALIZADOS ENTRE OS RÉUS. ALEGADA TITULARIDADE DE DOMÍNIO DOS LOTES PELO AUTOR, POR CONTA DE OUTORGA, PELOS PRIMEIROS RÉUS-DONOS DOS IMÓVEIS, DE INSTRUMENTO PÚBLICO DE PROCURAÇÃO. MANDATO QUE NÃO TERIA SIDO REVOGADO ANTES DAS VENDAS REALIZADAS. MAGISTRADO A QUO QUE JULGA IMPROCEDENTES OS PLEITOS VERTIDOS NA EXORDIAL. INCONFORMISMO DO AUTOR. CERCEAMENTO DE DEFESA. INOCORRÊNCIA INSTRUÇÃO ORAL IRRELEVANTE AO DESLINDE DA CAUSA. POSSIBILIDADE DE JULGAMENTO DO FEITO CONSOANTE AS PROVAS CONSTANTES NA LIDE. ART. 330, INCISO I, DO CÓDIGO BUZAID. JULGAMENTO ANTECIPADO QUE SE MOSTRA CONSENTÂNEO COM A NATUREZA DO DIREITO DEBATIDO. PREFACIAL AFASTADA. PROCURAÇÃO EM CAUSA PRÓPRIA NÃO DEMONSTRADA, DESNUDANDO-SE EM MERO MANDATO PARA REPRESENTAÇÃO E VENDA. "É mandato comum a procuração passada na forma de instrumento público, por meio da qual os outorgantes conferem poderes a outro a fim de que venda imóveis a quem quiser e ao preço que convier, não configurando procuração em causa própria por não haver transferência de direitos em favor do mandatário."

TJ-MG - Apelação Cível AC 10183120121532001 MG (TJ-MG)

Data de publicação: 31/01/2014
Ementa: APELAÇÃO CÍVEL. DIREITO PROCESSUAL CIVIL E CIVIL. EMBARGOS DE TERCEIRO. BEM INDIVISÍVEL. PENHORA DE FRAÇÃO IDEAL DE CO-PROPRIETÁRIO. PROCURAÇÃO EM CAUSA PRÓPRIA. REQUISITOS DO CONTRATO DE COMPRA E VENDA. PREÇO E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO. RECURSO NÃO PROVIDO. - É admitida a penhora de fração ideal em bem indivisível. - A procuração em causa própria não tem efeito de contrato de compra e venda, quando seu conteúdo não preenche as exigências legais de forma e conteúdo desse tipo de contrato. - A propriedade de bem imóvel transfere-se mediante o registro do título translativo no Registro de Imóveis.

TJ-RS - Apelação Cível AC 70056501133 RS (TJ-RS)

Data de publicação: 04/11/2013
Ementa: APELAÇÃO CÍVEL. ANULAÇÃO DE ESCRITURA PÚBLICA E DE REGISTRO DE COMPRA E VENDA DE BEM IMÓVEL. NEGÓCIO JURÍDICO REALIZADO MEDIANTE PROCURAÇÃO. OUTORGA DE MANDATO EM CAUSAPRÓPRIA. MORTE DO OUTORGANTE. DEVER DE AGIR DOS DEMANDANTES, HERDEIROS DO OUTORGANTE. Diante da outorga de mandato em causa própria, incumbia à demandante a notificação da morte do seu cônjuge, outorgante, ao demandado, bem como a regularização dos poderes que lhe foram outorgados, com a revogação da procuração. Considerando a ausência de agir, o fato de que a procuração foi outorgada em 2003, o mandante faleceu em 2007 e o ajuizamento da demanda só ocorreu em 2010, após a abertura do inventário, assim como que durante todo este tempo os bens objeto da procuração permaneceram sob a responsabilidade do mandatário, convalida-se a compra e venda, porque a não convalidação viria ao encontro do exercício abusivo de direito. (Apelação Cível Nº 70056501133, Vigésima Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Carlos Cini Marchionatti, Julgado em 23/10/2013)

TJ-MG - Apelação Cível AC 10433082464556001 MG (TJ-MG)

Data de publicação: 07/03/2013
Ementa: EMENTA (REVISOR): AÇÃO REIVINDICATÓRIA - ESCRITURA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA - NEGÓCIO JURÍDICO REALIZADO POR MEIO DE SUBSTABELECIMENTO OUTORGADO DEPOIS DO FALECIMENTO DO MANDANTE - PROCURAÇÃO COM CLÁUSULA "EM CAUSA PRÓPRIA" - AUSÊNCIA DOS REQUISITOS - TÍTULO DE DOMÍNIO INAPTO PARA EMBASAR O PLEITO PETITÓRIO. 1. A procuração com a cláusula "em causa própria" vale como verdadeiro título de transmissão de direitos. 2. Apenas quando preenchidos os requisitos, é que continua com plena eficácia após a morte do mandante. 3. Não basta a mera estipulação de irrevogabilidade e irretratabilidade para que fique caracterizada como procuração em causa própria, notadamente diante de sua especificidade. 4. Ausentes os requisitos essências da compra e venda, não há como atribuir tal natureza à procuração e demais substabelecimentos, pelo que, com a morte da mandante, extingui-se os poderes ali contidos. Para o ajuizamento do pedido de reivindicação hão de restarem configuradas a prova do domínio da coisa, a prova de que o réu a possua ou a detenha injustamente e a identificação individualizada da coisa pretendida. A lavratura de escritura pública, feita por procuração, após a morte da outorgante, é nula de pleno direito, por ser considerado inexistente o ato jurídico.

terça-feira, 16 de maio de 2017

XADREZ e outras curiosidades: O ESPORTE SEMPRE FAZ BONS AMIGOS!!!

XADREZ e outras curiosidades: O ESPORTE SEMPRE FAZ BONS AMIGOS!!!: O TÊNIS DE CAMPO E A FOTO DA SAUDADE...(MOGI MIRIM - QUADRA DO DINO E JAMILE -PRÉDIOS LORENZETTI - atualmente, alugamos para o amigo e pro...

XADREZ e outras curiosidades: O ESPORTE SEMPRE FAZ BONS AMIGOS!!!

XADREZ e outras curiosidades: O ESPORTE SEMPRE FAZ BONS AMIGOS!!!: O TÊNIS DE CAMPO E A FOTO DA SAUDADE...(MOGI MIRIM - QUADRA DO DINO E JAMILE -PRÉDIOS LORENZETTI - atualmente, alugamos para o amigo e pro...

XADREZ e outras curiosidades: UMA DAS HISTÓRIA DO XADREZ, SINTETIZADA PELO WALTE...

XADREZ e outras curiosidades: UMA DAS HISTÓRIA DO XADREZ, SINTETIZADA PELO WALTE...: Walter Alvarenga dos Santos - do produtivo estado de Goiás - é uma daquelas pessoas que gostar da arte de pensar. Além dest...

XADREZ e outras curiosidades: OAB/CAASP - DÉCIMO QUARTO TORNEIO DE XADREZ - FOTO...

XADREZ e outras curiosidades: OAB/CAASP - DÉCIMO QUARTO TORNEIO DE XADREZ - FOTO...: Cassius Alexandre  compartilhou uma  publicação  na sua  Linha do Tempo . 7 de maio às 22:09  ·  ...

NOSSO SABERLADINO: NALINI - SECRETÁRIO DE QUALIDADE; NOSSO BOM DIA ME...

NOSSO SABERLADINO: NALINI - SECRETÁRIO DE QUALIDADE; NOSSO BOM DIA ME...: Odinovaldo Dino Bueno  compartilhou a  publicação  de  José Renato Nalini . 9 min  ·  Passando à página...

quinta-feira, 13 de abril de 2017

XADREZ e outras curiosidades: MORTE DO ENXADRISTA DE MOGI MIRIM - RAFAEL HOLANDA...

XADREZ e outras curiosidades: MORTE DO ENXADRISTA DE MOGI MIRIM - RAFAEL HOLANDA...: Visualizações de página de hoje 44 Visualizações de página de ontem 28 Visualizações de página do mês passado 1....

NOSSO SABERLADINO: "NÃO" , advérbio divino! - jornalista Maurinho Ado...

NOSSO SABERLADINO: "NÃO" , advérbio divino! - jornalista Maurinho Ado...: Maurinho Adorno 7 de abril às 21:09  ·  “Não”, advérbio divino! Maurinho Adorno Para os que acreditam em ...

XADREZ e outras curiosidades: CINCO LIÇÕES PRIMORDIAIS PARA SER BOM ENXADRISTA.....

XADREZ e outras curiosidades: CINCO LIÇÕES PRIMORDIAIS PARA SER BOM ENXADRISTA.....: ( foto do final da década de 70, pça principal da cidade de Mogi Mirim - Odinovaldo Bueno - numa de suas palestras - divulgando a prática d...

HUK Representações Comerciais: O que você faz quando almeja melhores resultados?

HUK Representações Comerciais: O que você faz quando almeja melhores resultados?: Questão primordial essa, decisiva. O que te impulsiona?  A HUK tem dentro de sua história um histórico de quase vinte anos de dedicação e ...

terça-feira, 14 de março de 2017

segunda-feira, 13 de março de 2017

sexta-feira, 10 de março de 2017

NOSSO SABERLADINO: HOLAMBRA/ARTUR NOGUEIRA - FAMÍLIA ALMEIDA/FILIPPIN...

NOSSO SABERLADINO: HOLAMBRA/ARTUR NOGUEIRA - FAMÍLIA ALMEIDA/FILIPPIN...: Odinovaldo Dino Bueno  compartilhou uma  publicação  na Linha do Tempo de  Mayara B. de Almeida . ...

XADREZ e outras curiosidades: AOS EMPREENDEDORES - A VIDA É JOGO DE XADREZ - VIS...

XADREZ e outras curiosidades: AOS EMPREENDEDORES - A VIDA É JOGO DE XADREZ - VIS...:  - fale conosco ou deixe o recado in box. Ah...temos excelente ideia a quem queira montar uma franquia para locar máquinas usada...

HUK Representações Comerciais: O que você faz quando almeja melhores resultados?

HUK Representações Comerciais: O que você faz quando almeja melhores resultados?: Questão primordial essa, decisiva. O que te impulsiona?  A HUK tem dentro de sua história um histórico de quase vinte anos de dedicação e ...

Lance Espetacular no Xadrez 7 - Ponomariov (clique e veja esta maravilha...)

terça-feira, 7 de março de 2017

NOSSO SABERLADINO: Globo Repórter a História das Ferrovias no Brasil

NOSSO SABERLADINO: Globo Repórter a História das Ferrovias no Brasil

INSISTA NO SONHO.: Advogada Bruna Ravagnani Responde: Justiça determi...

INSISTA NO SONHO.: Advogada Bruna Ravagnani Responde: Justiça determi...: Advogada Bruna Ravagnani Responde: Justiça determina indenização por longa espera em ... : Esperas muito longas nas filas acontece com frequ...

Advogada Bruna Ravagnani Responde: Conheça taxas abusivas que você não precisa pagar,...

Advogada Bruna Ravagnani Responde: Conheça taxas abusivas que você não precisa pagar,...: Quem nunca teve a sensação de ser bombardeado com uma série de taxas, nos mais variados serviços? No entanto, pouca gente sabe que o ...

Matéria sobre Rodovia dos Tamoios - Link Vanguarda - TV Vanguarda - 31/0...

INSISTA NO SONHO.: Maquete Eletrônica - Duplicação do Trecho de Serra...

INSISTA NO SONHO.: Maquete Eletrônica - Duplicação do Trecho de Serra...

Documentário "Caraguá: da catástrofe ao progresso"

saberladino: CARLOS ROBERTO BOTELHO E SUAS GOTAS DE SABEDORIA S...

saberladino: CARLOS ROBERTO BOTELHO E SUAS GOTAS DE SABEDORIA S...: Carlos Roberto Botelho  compartilhou um  link . Segunda CANÇÕES ETERNAS! - "VIAGEM" - Uma das mais belas canções ...

XADREZ e outras curiosidades: AOS EMPREENDEDORES - A VIDA É JOGO DE XADREZ - VIS...

XADREZ e outras curiosidades: AOS EMPREENDEDORES - A VIDA É JOGO DE XADREZ - VIS...:  - fale conosco ou deixe o recado in box. Ah...temos excelente ideia a quem queira montar uma franquia para locar máquinas usada...

XADREZ e outras curiosidades: NOSSO SABERLADINO: NOSSO BOM DIA MESMO - FATOS E F...

XADREZ e outras curiosidades: NOSSO SABERLADINO: NOSSO BOM DIA MESMO - FATOS E F...: NOSSO SABERLADINO: NOSSO BOM DIA MESMO - FATOS E FOTOS NO FACEBOOK - ... : Odinovaldo Dino Bueno 57 min  ·  Bom dia gente...

domingo, 12 de fevereiro de 2017

RECADO DE UMA MÃE, SEPARADA, QUE VAI DEIXAR O FILHO COM O PAI... (uma real reflexão...)

Dalila Maria Lichtscheidl
Sempre que der irei vê-lo, de vez em quando vou buscá-lo, mas só nos fins de semana que eu não tiver nenhum compromisso, e se não der, qualquer coisa eu aviso o Pai que estou "sem tempo", ligo pra ele e falo que "a mamãe tá trabalhando muito, por isso não pode ir".
Eu não deixarei de ser uma boa mãe, pois sempre estarei postando fotos com ele nas redes sociais pra mostrar a todos o quanto a amo.
E vou fazer de tudo pra não esquecer de mandar uma mensagem ou até mesmo ligar durante a semana dizendo que sinto saudades, vou mandar uma mensagem de parabéns no dia do aniversário dele, isso se a correria do dia-a-dia permitir.
Quando puder e se sobrar, darei uns R$250 por mês ( pq as coisas estão difíceis pra mim e o Pai dele tem que compreender isso).
Bom, R$ 250,00 será suficiente para comprar o que ela precisa com relação a alimentação, roupas, calçados, material escolar, merenda, passeios, essas coisas que crianças gostam e precisam...
O resto, o Pai que se vire tbm, porque eu não sou obrigada a ficar dando dinheiro pro Pai dele né, vai saber se ele vai gastar com meu filho mesmo, ou com cerveja, balada, ou quem sabe com a atual namorada."
Te pareceu chocante?
Absurdo? Uma atitude horrível?
Agora inverta os papéis:
É uma história comum e real, mas só choca quando a mulher é a protagonista!
*Copie e cole no seu mural em apoio a milhares de mães que arcam praticamente sozinhas com a criação dos filhos. E quando paga ne kkkkk
(dali...lá- medindo sempre o real - gostei do texto, mormente como velho advogado que vê muita inversão deste gigante adormecido... quase tudo uma piada pronta...) abraços do responsável pelos blogs- xadredinobueno...nossosaberladino.blogspot.com e demais páginas que atravessam fronteiras secas e oceânicas...